// JS pra enviar submits do Contact Form 7 pro Analytics

O QUE É MUSICALIZAÇÃO INFANTIL

A música tem presença muito forte na infância, acompanhando todo o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças. Das canções de ninar ouvidas desde a vida intrauterina às canções que acompanham as brincadeiras – e isso para falar apenas das canções – os seres humanos vão criando as primeiras pontes. É um processo sonoro de descoberta e apropriação do mundo e de si.

Na musicalização, o contato entre as crianças e um educador musical pode enriquecer muito este processo. Este espaço não tem como foco o aprendizado de canto ou de um instrumento musical específico, nem mesmo visa a aquisição formal de conhecimentos teóricos como a leitura de partituras. Mas, então, qual é o foco da musicalização? A própria criança e sua relação com a música.

Neste espaço de desenvolvimento global, a criança enriquece não apenas seu repertório musical, mas amplia seu vocabulário e se aproxima de culturas diversas. O uso de instrumentos variados proporciona experiências de produção sonora também variadas, desenvolvendo a coordenação motora, a consciência da respiração, o tato no contato com diversos materiais. O contato não apenas com o instrumento fabricado é enriquecedor, mas a criação de instrumentos pelas próprias crianças pode ser orientada de maneira a fomentar pesquisas diversas e exige uma postura ativa.

Além do contato com instrumentos e músicas da nossa cultura e de lugares distantes, as crianças descobrem, na musicalização, que o próprio corpo pode ser o mais interessante dos instrumentos. O canto e a percussão corporal organizam ideias musicais e promovem a consciência corporal de maneira a torna-las mais complexas. O corpo, além de instrumento, se desenvolve também quando dança, como via expressiva na relação que as crianças têm com a música.

A postura ativa que as crianças desenvolvem na produção sonora também se dá, de maneira um pouco distinta, nas atividades de escuta. A sensibilização aos sons do ambiente, sejam eles naturais ou não, além dos sons das peças musicais, é ponto de grande importância na musicalização. Como não conseguimos fechar os ouvidos da mesma maneira que fechamos os olhos, o trabalho de direcionar a escuta com as crianças transforma a relação que elas têm não só com a música, mas com tudo que as rodeia. A atenção, requerida em tantas áreas, nada mais é que esta disposição que temos enquanto escutamos música de maneira ativa e consciente.

O espaço de musicalização é, então, um espaço de desenvolvimento global da criança e que enriquece, entre tantas outras coisas, a relação que estabelecemos com a música na infância. Este processo só poderia ser de tamanha complexidade e inteireza, visto que seu foco é o ser humano nos primeiros anos de vida. As relações de afeto e de conhecimento se formam e transformam todos os envolvidos.

Tamya Moreira

(ex. coordenadora pedagógica da Escola Pontuada)

Texto publicado no Guia Bebê.

Postagens Recentes
// Fix de jquery para o mailchimp aluguel instrumento